Não somos apenas o que pensamos ser. Somos mais, somos também o que lembramos e aquilo de que nos esquecemos; somos as palavras que trocamos, os enganos que cometemos, os impulsos a que cedemos, sem querer.
S. Freud

terça-feira, 25 de março de 2014

Projeto PAD - Pesquisas em Análise do Discurso: o processo de significação em diversos gêneros


PROJETO DE PESQUISA DESENVOLVIDO NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA


ÁREA:  ANÁLISE DO DISCURSO


COORDENADORA:         PROF.ª DR.ª ROSEMERI PASSOS BALTAZAR MACHADO (UEL)



Este Projeto de Pesquisa visa, dentro de um cenário composto dos mais variados gêneros (publicitário, de humor, literário, religioso, jurídico, entre outros), apresentar vários olhares sobre os processos de constituição dos sentidos e, com base nos posicionamentos do sujeito, compreender as várias ideologias buscando a leitura e compreensão do outro a partir de si mesmo. Tendo em vista que a relação do ser humano com o mundo é mediada pela linguagem, por meio das análises dos mecanismos do funcionamento discursivo, é perfeitamente possível verificarmos como as práticas sociais, discursivas e ideológicas dos sujeitos são construídas e reveladas no meio social. O aporte teórico utilizado para os trabalhos proposto nesse Projeto é a Análise do Discurso de linha francesa, assim, como é grande o leque de gêneros para a análise, justifica-se uma teoria cujo domínio também seja amplo. Conforme Schiffrin (1994, p.407), “a Análise do Discurso é uma das regiões mais vastas e menos definidas da linguística”. A Análise do Discurso configura-se como uma “transdisciplina” de interpretação, devido à sua natureza diversa, ou seja, múltiplos são os interesses projetados pela Análise do Discurso sobre um determinado objeto, possibilitando, dessa forma, a ampliação do quadro metodológico e uma fundamentação teórica mais ampla que nos permita estudar os fenômenos da linguagem sob várias perspectivas. Os resultados são abordagens cada vez mais completas e orientadas para as pesquisas nos universos discursivos. Podemos destacar alguns aspectos que, de alguma forma, estão associados às preocupações dessa teoria: o processo enunciativo (heterogeneidade, polifonia, argumentação, entre outros); o processo histórico (social, ideológico, cultural etc.); o processo interativo (dentre os quais: as estratégias de persuasão, de preservação dos espaços de interlocução…); o processo linguístico (anáforas, estrutura sintático-semântica etc.), entre outros. (MARI [et al.], 1999). Passando pelos construtos teóricos da Análise do Discurso, estudaremos os aspectos ideológicos nos quais o sujeito se inscreve, sempre se atentando aos possíveis sentidos pretendidos e efetivamente produzidos pelo sujeito no momento do dizer. Partindo do princípio de que as formações ideológicas só são apreensíveis por meio do discurso, é necessário passarmos pela língua enquanto estrutura, pois o texto é a materialização do discurso, isto é, o texto é o objeto empírico do discurso (SOUZA, 2006, p.16).




Nenhum comentário:

Postar um comentário